top of page
Notícias: Blog2

Tecnologias para proteção territorial: curso apoiado e fortalecendo os povos indígenas do Acre

"Ubiratan Suruí e parceiros fortalecem proteção territorial com curso de Tecnologias para proteção territorial para os povos indígenas do Acre"


O curso "Uso de Tecnologias para Proteção Territorial" é uma importante iniciativa que faz parte do projeto "Proteção dos Povos Indígenas e Tradicionais do Brasil", apoiado pela KANINDÉ e WWF. Com o objetivo de fortalecer a proteção territorial dos povos indígenas do estado do Acre, o curso conta com a participação de sete povos diferentes e será encerrado no dia 28 de abril.

O uso de tecnologias para proteção territorial é uma das ferramentas mais eficazes para garantir a segurança dos territórios indígenas. Durante o curso, os participantes estão aprendendo sobre o uso de drones, câmeras de vigilância, softwares de geoprocessamento e outras tecnologias que podem ser utilizadas para monitorar e proteger seus territórios.



Um dos professores do curso é o Ubiratan Suruí, membro do povo Paiter Suruí. Com sua vasta experiência em questões relacionadas à proteção territorial, Ubiratan está compartilhando seus conhecimentos com os participantes, ajudando-os a entender a importância de proteger seus territórios e como usar as tecnologias disponíveis para alcançar esse objetivo.

A proteção territorial é uma questão crucial para os povos indígenas do Brasil, que têm seus territórios ameaçados por diversas atividades ilegais, como a mineração, a exploração madeireira e a invasão de terras. Através do uso de tecnologias, esses povos podem monitorar e documentar essas atividades, o que pode ajudar a pressionar as autoridades para tomar medidas de proteção.

O projeto "Proteção dos Povos Indígenas e Tradicionais do Brasil", é uma importante iniciativa que busca fortalecer a proteção territorial dos povos indígenas e tradicionais do país. O curso "Uso de Tecnologias para Proteção Territorial" é uma das atividades desse projeto e está ajudando os participantes a adquirir habilidades e conhecimentos que serão fundamentais para proteger seus territórios no futuro.


QUEM É UBIRATAN SURUí? Ubiratan Suruí é um membro do povo Paiter Suruí e um fotógrafo renomado. Seu trabalho tem sido fundamental para documentar a história e a cultura de seu povo, bem como para promover a proteção territorial dos povos indígenas do Brasil.

Desde muito jovem, Ubiratan se interessou pela fotografia e pela documentação da vida e das tradições de seu povo. Com o passar dos anos, ele aprimorou suas habilidades e se tornou um dos fotógrafos mais respeitados da região. Seu trabalho já foi exibido em diversas exposições em todo o mundo.

Como membro do povo Paiter Suruí, Ubiratan também tem um papel importante na luta pela proteção territorial dos povos indígenas do Brasil. Ele é um defensor ferrenho dos direitos dos povos indígenas e tem trabalhado incansavelmente para conscientizar o mundo sobre a importância da proteção das florestas e dos territórios indígenas.

Seu trabalho como fotógrafo tem sido fundamental para promover a consciência sobre a realidade enfrentada pelos povos indígenas do Brasil e para denunciar as ameaças que enfrentam. Através de suas fotos, ele tem documentado a devastação causada pela mineração, pela exploração madeireira e outras atividades ilegais nos territórios indígenas.

Além de seu trabalho como fotógrafo, Ubiratan também é um líder comunitário e tem desempenhado um papel fundamental na organização de sua comunidade.

Ubiratan Suruí é um exemplo de liderança e compromisso com a causa dos povos indígenas do Brasil. Sua dedicação à proteção territorial e à preservação da cultura e das tradições de seu povo é uma inspiração para todos nós.





17 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page